English  

 
BEJA COM EXTENSÃO A PISÕES, ERVIDEL E FERREIRA DO ALENTEJO
Foi em Beja que Júlio César convocou a reunião dos representantes das outras cidades peninsulares para celebrar a “Pax Ivlia”. Destaque para as Portas de Mértola, castelo e Sé.
 
Villa romana de Pisões
Ocupada entre o século I a. C., e IV d.C., são de destacar os mosaicos com composições geométricas e naturalistas.

Tascas de Ervidel
Famosa pelo bom vinho e pelas suas tascas. Destaque para o Museu do Núcleo Regional.

Capela do Calvário em Ferreira do Alentejo
É o Ex-líbris da vila e apresenta planta cilíndrica.

10.00h - Pick up no alojamento
18.00h - Drop off no alojamento
Inclui: Transporte, guia-intérprete, entrada nos monumentos e almoço em restaurante regional
 

 

ALMENDRES E MONSARAZ: AS PEDRAS QUE FALAM
Estas pedras gigantescas são obra do homem do Neolítico, feitas há cerca de 5 mil anos.

Cromeleque dos Almendres e Anta grande do Zambujeiro
Ambos situados na Freguesia de Nossa Senhora de Guadalupe, tanto o alinhamento megalítico dos Almendres como a Anta Grande do Zambujeiro são dos mais importantes monumentos megalíticos da Península Ibéria.

Estela-menir da Belhôa, Monsaraz
Nesta estela menir podemos observar um disco raiado parecido com um sol, uma série de linhas serpenteadas e um báculo.

Pedra dos Namorados
É um monólito invulgar de afloramento natural. Ainda hoje a tradição leva as raparigas solteiras, na segunda-feira de Páscoa, a lançarem-lhe pedras. Cada pedra que cai ao chão representa um ano de espera para o casamento.

10.00h - Pick up no alojamento
18.00h - Drop off no alojamento
Inclui: Transporte, guia-intérprete, entrada nos monumentos e almoço em restaurante regional
 

ÉVORA: MEGALITISMO ALENTEJANO EM JIPE TT
Tendo como pano de fundo a planície alentejana, este percurso em jipe TT contempla um dos patrimónios mais vastos do Alentejo, o megalitismo. Erguidas pelo homem do Neolítico, guardam uma mensagem simbólica dos nossos antepassados, que ainda hoje é objecto de estudo.
 
Cromeleque dos Almendres e Anta grande do Zambujeiro
Ambos situados na Freguesia de Nossa Senhora de Guadalupe, tanto o alinhamento megalítico dos Almendres como a Anta Grande do Zambujeiro são dos mais importantes monumentos megalíticos da Península Ibéria.

Estela-menir da Belhôa, Monsaraz

Nesta estela menir podemos observar um disco raiado parecido com um sol, uma série de linhas serpenteadas e um báculo.

Pedra dos Namorados

É um monólito invulgar de afloramento natural. Ainda hoje a tradição leva as raparigas solteiras, na segunda-feira de Páscoa, a lançarem-lhe pedras. Cada pedra que cai ao chão representa um ano de espera para o casamento.
 
10.00h - Pick up no alojamento
18.00h - Drop off no alojamento
Inclui: Jipes de 8 lugares com condutor. Almoço em restaurante regional. N.º mínimo de 6 participantes
 
 

ALCÁCER DO SAL E MIRÓBRIGA: O LEGADO ROMANO
A arquitectura dos gregos destinavam-se a ser vistas do exterior. A arquitectura romana levou as pessoas para o interior das casas. Destaque para o núcleo arqueológico de Alcácer do Sal, Fórum Romano, Igreja Matriz e Museu Municipal.
 
Vila romana de Miróbriga, Santiago do Cacém
Os romanos desenvolveram uma arquitectura de grandes espaços fechados, limitados por arcos, abóbadas e cúpulas.

Moinho Municipal de Santiago do Cacém
Totalmente recuperado, faz moagem de trigo em dias de bom vento.

10.00h - Pick up no alojamento
18.00h - Drop off no alojamento
Inclui: Transporte, guia-intérprete, entrada nos monumentos e almoço em restaurante regional
 
 

ALTER DO CHÃO E AVIS
Os Romanos fundaram Elteri, em 204 a.C., mas arrasaram-na no reinado de Adriano quando os habitantes foram acusados de deslealdade. A povoação só voltou a aparecer no séc. XIII. Destaque para o castelo, Igreja da Misericórdia e Palácio do Álamo.

Coudelaria Real de Alter do Chão
Fundada em 1748 por D. João V, a Coudelaria Real recuperou a raça lusitana Alter Real, um cavalo de Alta Escola.

Avis
A primeira referência ao lugar de Avis em documentação medieval portuguesa data do século XIII, quando, no âmbito da reconquista, ali foi sediada a Ordem Militar que adoptou o mesmo nome. Destaque para o castelo de São Bento de Avis e igreja, casario antigo com portais manuelinos e Igreja matriz da Nossa Senhora da Orada

Fundação Abreu Callado
A adega mantém os métodos tradicionais de vinificação e envelhecimento, e as ânforas argelinas de 1956, ainda estão em pleno funcionamento.

10.00h - Pick up no alojamento
18.00h - Drop off no alojamento
Inclui: Transporte, guia-intérprete, entrada nos monumentos e almoço em restaurante regional.
 

MARVÃO E CASTELO DE VIDE: EM PLENO AZUL
Marvão: Cidade romana de Ammaia
Da sua história sabe-se que foi de difícil povoamento, mas para as vontades de agora, quem passa as muralhas quer ficar. Por causas ainda não determinadas verifica-se que entre os séculos V e o IX, da nossa era, a cidade de Ammaia sofreu os efeitos de um qualquer cataclismo que ao soterrá-la a conservou. Destaque para o casario, castelo, e Igreja Matriz.

Castelo de Vide
A arquitectura militar defendeu os moradores, através de imponentes muralhas, baluartes e torres. Destaque para a Judiaria, Sinagoga e castelo.

10.00h - Pick up no alojamento
18.00h - Drop off no alojamento
Inclui: Transporte, guia-intérprete, entrada nos monumentos e almoço em restaurante regional

 

ARRAIOLOS, PAVIA, AVIS, MORA E BROTAS: TELHADOS DE CÉU
Pavia
Aqui viveu Fernando Namora, que para além de médico da vila também escreveu sobre as suas gentes e paisagens. Destaque para a Anta Capela S. Dinis e Igreja Matriz.

Vila de Avis
A vila desenvolveu-se à sombra da Ordem Militar de Avis e ainda hoje são alguns os vestígios do seu domínio. Destaque para a Igreja do Convento de S. Bento e Igreja Matriz.

Vila de Brotas
O erguer da Freguesia das Brotas ficou a dever muito à antiga vila das Águias, com a sua torre manuelina. Destaque para o Santuário da Nossa Senhora das Brotas e olaria local.

10.00h - Pick up no alojamento
18.00h - Drop off no alojamento
Inclui: Transporte, guia-intérprete, entrada nos monumentos e almoço em restaurante regional.
 

MÉRTOLA E MINAS DE S. DOMINGOS: A VERDE E MANGANÊS
Mértola é uma vila-museu com cinco séculos de presença muçulmana. São os azulejos, a taipa, a cerâmica e a tecelagem, os nomes das aldeias e a mesquita tornada igreja. Destaque para o castelo, Igreja Matriz, núcleo de Arte Islâmica, Casa Romana e Basílica Paleocristã.

Minas de S. Domingos 
Uma companhia britânica geriu a exploração até 1965, quando o filão de cobre se esgotou. As famílias dos mineiros viviam numa única divisão sem janelas. Hoje é uma cidade-fantasma elevada a arqueologia industrial.

10.00h - Pick up no alojamento
18.00h - Drop off no alojamento
Inclui: Transporte, guia-intérprete, entrada nos monumentos e almoço em restaurante regional

SERPA E MOURA: HISTÓRIAS E SABORES DO ALENTEJO
Serpa
Depois da planície e dos olivais, a brancura do casario sobressai da paisagem árida. Quando entramos na vila é uma surpresa. Rodeada de muralhas, guarda monumentos e o afamado queijo de ovelha. Destaque para o castelo e Museu de Arqueologia.

Moura
Horizonte de pastagens e searas, aqui também crescem vinhas e olivais. Esta é a terra fértil onde romanos e árabes deixaram bem marcada a sua presença. Destaque para o castelo, Igreja S. João Baptista, Antigas Termas e o Lagar de Varas de Fojo.

Monte dos Cotéis, com prova de queijos e vinho
Possuem 2000 ovelhas. Produzem queijo Serpa, requeijão, vinho e azeite. Venda no local.

10.00h - Pick up no alojamento
18.00h - Drop off no alojamento
Inclui: Transporte, guia-intérprete, entrada nos monumentos e almoço em restaurante regional

ALVITO E VIDIGUEIRA: HISTÓRIAS E SABORES DO ALENTEJO
Alvito é um legado rico do manuelino, com o casario recortado de portas em ogivas e arcos. Destaque também para as igrejas e casas solarengas, azulejaria e arcaria de mármore. Destaque para Ermida de S. Sebastião, Pedreira do século XIII, Igreja Matriz da Nossa Senhora da Assunção e Portais Manuelinos.

Villa Romana de S. Cucufate
Instalou-se no século I d.C. a primeira "Villa" romana, que pela abundância e qualidade dos materiais foi pertença de família abastada.

Museu Municipal da Vidigueira
A evolução da escola primária no concelho e a evolução do quadro económico dos anos 30 e seguintes, através dos ofícios, comércio, agricultura e pequena indústria do concelho.

Provas gastronómicas com produtos da região, vinhos e queijos, na Herdade Grande.

10.00h - Pick up no alojamento
18.00h - Drop off no alojamento
Inclui: Transporte, guia-intérprete, entrada nos monumentos e almoço em restaurante regional

SANTIAGO DO CACÉM: POR CAMINHOS DE SANTIAGO
Muitos homens na Idade Média não tinham nada, ou quase nada e facilmente se punham a caminho. Viajantes, curvados sobre um bastão que se tornou o seu símbolo: o eremita e o peregrino, mas também o mendigo e o doente. Destaque para o castelo, Igreja Matriz e Capela das Almas.

Museu Municipal de Santiago do Cacém
Destaque para a numismática e a arqueologia, representativas da ocupação humana desde os tempos do Paleolítico Superior.

Vila Romana de Miróbriga

10.00h - Pick up no alojamento
18.00h - Drop off no alojamento
Inclui: Transporte, guia-intérprete, entrada nos monumentos e almoço em restaurante regional.

FLOR DA ROSA E CRATO: MONGES E GUERREIROS
No regresso de Jerusalém, alguns peregrinos e cavaleiros da Ordem de Malta, transportavam, numa mula, uma relíquia sagrada trazida da Cidade Santa. Destaque para o Mosteiro e Igreja de Flor da Rosa.

Adega Tapada do Chaves

Crato
Esta vila foi parte de uma doação de D. Sancho II à poderosa Ordem dos Hospitalários, e o Crato tornou-se na sua sede por volta de 1350. Tal era o prestígio da terra, que os reis D. Manuel I e D. João III aí se casaram. Destaque para o Museu Municipal do Crato, a Varanda do Grão-Prior e olaria tradicional.

Passeio de charrete

10.00h - Pick up no alojamento
18.00h - Drop off no alojamento
Inclui: Transporte, guia-intérprete, entrada nos monumentos e almoço em restaurante regional

MONSARAZ E REDONDO: HISTÓRIAS COM TRADIÇÃO
A aldeia medieval amuralhada de Monsaraz foi tomada aos Mouros em 1167, por Geraldo “Sem-Pavor”, e entregue aos Templários. No entanto, a sua posição continuou a expô-la a ataques dos Espanhóis durante vários séculos. Destaque para a Cisterna da Vila, Igreja Matriz, Paços da Audiência e castelo.

Redondo
Centro de uma das regiões vitivinícolas do Alentejo, esta vila também é bastante conhecida pela cerâmica. Destaque para a Igreja Matriz e o Museu do Vinho.

Enoteca de Redondo com prova de vinhos

10.00h - Pick up no alojamento
18.00h - Drop off no alojamento
Inclui: Transporte, guia-intérprete, entrada nos monumentos e almoço em restaurante regional


ALVITO E VIANA DO ALENTEJO: HISTÓRIAS E SABERES
Alvito é um legado rico do manuelino com o casario recortado de portas em ogivas e arcos. Destaque também para as igrejas e casas solarengas, azulejaria e arcaria de mármore. Destaque para Ermida de S. Sebastião, Pedreira do século XIII, Igreja Matriz da Nossa Senhora da Assunção e Portais Manuelinos.

Castelo de D. Dinis em Viana do Alentejo
Obra iniciada em tempo de D. Dinis e totalmente reformulada no reinado de D. João II, o Castelo de Viana é, a par do de Alvito, um dos mais singulares conjuntos fortificados do gótico final, com a abertura de seteiras verticais e cruciformes, adaptadas ao tiro com arco ou com besta.

Visita a olaria local

Santuário de Nossa Senhora de Aires
Atrai peregrinos desde 1743. As paredes interiores estão totalmente revestidas de ex-votos, cuja humildade contrasta com o rico dossel dourado do coro.

10.00h - Pick up no alojamento
18.00h - Drop off no alojamento
Inclui: Transporte, guia-intérprete, entrada nos monumentos e almoço em restaurante regional.


ARRAIOLOS E MONTE DA RAVASQUEIRA: UM DIA NA QUINTA
A fundação de Arraiolos remonta ao séc. II a.c. e é atribuída a Sabinos, Tusculanos e Albanos. Segundo vários autores, o nome deriva do governador grego: Rayeo ou Rayo. Destaque para o castelo com as muralhas redondas e a manufactura de tapetes de Arraiolos.

Monte da Ravasqueira
Das muitas castas que preenchem as encostas destes montes, obtem-se um dos melhores vinhos do Alentejo. Destaque para vinhas, adega, Museu de Carruagens, Picadeiro de cavalos Lusitanos. Prova de Vinhos.
 

10.00h
- Pick up no alojamento
18.00h - Drop off no alojamento
Inclui: Transporte, guia-intérprete, entrada nos monumentos e almoço em restaurante regional


ÉVORA E A INQUISIÇÃO
A introdução da Inquisição em Portugal deu-se pela bula papal de 23 de Maio de 1536, publicada em Évora, então residência de D. João III, com Inácio de Loyola a intervir pessoalmente a favor das pretensões do rei português. Aqui tiveram mão alguns dos inquisidores mais odiosos na história, João de Melo e o espanhol Alvarez de Paredes, a quem se atribui a invenção das “covas subterrâneas”. Os condenados eram emparedados e deixados à morte. Quis o destino dar à luz esta visão macabra aquando das obras no antigo Palácio da Inquisição, em 1963, onde foram achados alguns esqueletos nas mais dramáticas posições. Destaque para a Catedral de Évora, Igreja da Graça, Judiaria, Praça do Giraldo e Palácio da Inquisição.

Visita à Adega da Cartuxa
São 250 hectares de vinha, com nomes consagrados com o “Pêra Manca”, “Adega da Cartuxa” e o “EA”.

10.00h
- Pick up no alojamento
18.00h - Drop off no alojamento
Inclui: Transporte, guia-intérprete, entrada nos monumentos e almoço em restaurante regional.

 
 

VILA VIÇOSA E REDONDO: MAIS PORTUGAL
Palácio Ducal de Vila Viçosa
Inspirado na arquitectura italiana renascentista, o palácio divide-se em três andares a concordar com as ordens dórica, jónica e coríntia. À frente, encontramos uma das maiores praças de Portugal, com dezasseis mil metros quadrados de espaço amplo e desafogado.

Castelo de Vila Viçosa
Há o testemunho de lápides aí achadas, e como por ali fizeram os romanos passar a via militar que por Évora ia a Mérida, capital da Lusitânia.

Visita ao Museu do Vinho e Enoteca do Redondo

10.00h - Pick up no alojamento
18.00h - Drop off no alojamento
Inclui: Transporte, guia-intérprete, entrada nos monumentos e almoço em restaurante regional

ESTREMOZ: SÃO ROSAS, SENHOR
Estremoz
Ele com 21 anos e ela com 12, D. Dinis e a Princesa Isabel de Aragão casaram no dia 26 de Junho de 1282. Ela aqui veio a falecer em 4 de Julho de 1336. Beatificada em 1516 por Leão X, a pedido de D. Manuel I , foi canonizada em 1625 por Urbano VIII, 289 anos depois da sua morte. Destaque para a Igreja de Santa Maria, Capela da Rainha Santa, Paço de D. Dinis e Museu Municipal de Estremoz.

Adega J. Portugal Ramos Vinhos
Adega de traça original inserida na sub-região de Borba, conta com 300 hectares de vinha e castas tão diversas como Aragonez, Trincadeira e Antão Vaz. Prova de vinhos e queijos da região.

10.00h - Pick up no alojamento
18.00h - Drop off no alojamento
Inclui: Transporte, guia-intérprete, entrada nos monumentos e almoço em restaurante regional.

CASTRO VERDE: HISTÓRIAS E TRADIÇÕES
A Igreja Matriz de Castro Verde marca a passagem de D. Sebastião pela vila em 1573. O seu interior, revestido por painéis de azulejos do final do século XVII, revela-nos a Batalha de Ourique. Destaque para a Basílica Real, Igreja das Chagas, Igreja da Misericórdia e olaria local.

Visita ao Museu da Lucerna
Apresenta importante colecção de Lucernas Romanas (Século I), descobertas em 1994 na localidade de Santa Bárbara dos Padrões. É possivel admirar centenas de Lucernas, de uma riqueza única e decoradas com os mais diversos motivos, desde cenas da vida quotidiana ao universo mitológico.

Visita ao Núcleo Etnográfico “Monte das Oliveiras”
A exploração agro-pecuária continua a ser o testemunho vivo da vida no monte alentejano.

Paragem em S. Pedro das Cabeças
Segundo alguns historiadores e a crença das gentes locais, este terá sido o local histórico da mítica Batalha de Ourique.

10h00 - Pick up no alojamento
18h00 - Drop off no alojamento
Inclui: Transporte, guia-intérprete, entrada nos monumentos e almoço em restaurante regional


BARRAGEM DO ALQUEVA
A água é um bem reconhecidamente escasso. E, no Alentejo, essa escassez assume maiores proporções. Este recurso, tanto hídrico como energético, está disponível através da barragem do Alqueva, uma infra-estrutura que implica critérios de rigor e sustentabilidade. Pelas características únicas que o Alentejo apresenta e, sendo a “albufeira de Alqueva” o maior lago artificial da Europa, a sua manutenção está associada a um crescimento turístico e ao consequente desenvolvimento da própria região e do país. Um bem que importa conhecer, usufruir e preservar.

Dia inteiro. Pick up e drop off no alojamento
Inclui: Transporte, guia-intérprete e passeio de barco com almoço

 
     
Copyright © 2021 - Todos os Direitos Reservados - Powered by #Hashtag